QUEM SOU EU

Minha foto
Sou apenas "O PREGADOR". Neste blog resolvi postar alguns esboços, estudos e mensagens. Para mim, ser um pregador do evangelho é uma missão e nunca uma profissão. Sinta-se a vontade ao ler este blog, pois o Maná Diário do Pregador não pertence a nenhuma religião católica, protestante, evangélica, espírita, ou outra. Seja muito bem-vindo!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

PAULO INTERCEDE POR ONÉSIMO



“Por isso,
ainda que tenha em Cristo
grande confiança para te mandar
o que te convém,
Todavia peço-te antes por amor,
sendo eu tal como sou, Paulo o velho,
e também agora prisioneiro de Jesus Cristo.

Peço-te por meu filho Onésimo,
que gerei nas minhas prisões;
O qual noutro tempo te foi inútil,
mas agora a ti e a mim muito útil;
eu to tornei a enviar.

E tu torna a recebê-lo
como às minhas entranhas.

Eu bem o quisera conservar comigo,
para que por ti me servisse
nas prisões do evangelho;
Mas nada quis fazer sem o teu parecer,
para que o teu benefício não fosse como por força,
mas, voluntário.

Porque bem pode ser
que ele se tenha separado de ti por algum tempo,
para que o retivesses para sempre,
Não já como servo,
antes, mais do que servo,
como irmão amado,
particularmente de mim,
e quanto mais de ti,
assim na carne como no SENHOR?

Assim, pois,
se me tens por companheiro,
recebe-o como a mim mesmo.

E, se te fez algum dano,
ou te deve alguma coisa,
põe isso à minha conta.

Eu, Paulo,
de minha própria mão o escrevi;
eu o pagarei,
para te não dizer que ainda mesmo
a ti próprio a mim te deves.”.
(Filemom 01:08-19).

- Paulo escreveu esta carta de Roma, cerca de 60 d.C., quando estava sob prisão domiciliar:



“PAULO, prisioneiro de Jesus Cristo,
e o irmão Timóteo,
ao amado Filemom,
nosso cooperador,”.
(Filemom 01:01).

- Paulo havia ficado prisioneiro em Roma por dois anos:

“E Paulo ficou dois anos inteiros
na sua própria habitação que alugara,
e recebia todos quantos vinham vê-lo;
pregando o reino de Deus,
e ensinando com toda a liberdade
as coisas pertencentes ao Senhor Jesus Cristo,
sem impedimento algum.”.
(Atos 28:30-31).

- Enquanto Paulo ficou preso em regime de prisão domiciliar, fez mais do que falar aos judeus.

- Escreveu epístolas, comumente chamadas de “cartas da prisão”, aos Efésios, aos Colossenses e aos Filipenses.



- Escreveu também em caráter pessoal, como a carta a Filemom.

- Onésimo era um escravo doméstico que pertencia a Filemom, um rico membro da igreja em Colossos.

- Onésimo havia fugido de Filemom e ido a Roma, onde conheceu Paulo, que aparentemente o conduziu a Cristo:

“Peço-te por meu filho Onésimo,
que gerei nas minhas prisões;”.
(Filemom 01:10).

- Paulo convenceu Onésimo a não mais fugir dos problemas, pois isso não os resolveria, e o persuadiu a retornar a seu senhor.



- Paulo escreveu esta carta a Filemom para pedir-lhe que se reconciliasse com o escravo fugitivo.

- Filemom era grego e proprietário de terras, e vivia em Colossos.

- Ele se converteu por intermédio do ministério de Paulo, e a igreja Colossenses se reunia em sua casa:

“E à nossa amada Áfia,
e a Arquipo, nosso camarada,
e à igreja que está em tua casa:”.
(Filemom 01:02).

- A igreja primitiva freqüentemente se reunia nas casas (A IGREJA QUE ESTÁ EM TUA CASA) das pessoas:



- Naquela época, não se construía templos religiosos como fazem hoje.

- Áfia pode ter sido a esposa de Filemom.

- Arquipo pode ter sido o filho dele ou talvez um presbítero (ancião) na Igreja colossense.

- Paulo faz menção de Arquipo possivelmente para que este pudesse ler a carta com Filemom e encorajá-lo a seguir o conselho de Paulo.

“Graças dou ao meu Deus,
lembrando-me sempre de ti nas minhas orações;
Ouvindo do teu amor e da fé
que tens para com o Senhor Jesus Cristo,
e para com todos os santos;
Para que a comunicação da tua fé
seja eficaz no conhecimento
de todo o bem que em vós há por Cristo Jesus.

Tive grande gozo e consolação do teu amor,
porque por ti, ó irmão,
as entranhas dos santos foram recreadas.”.
(Filemom 01:04-07).

- Aqui, Paulo refletiu sobre a fé e o amor de Filemom.



- Ele havia aberto seu coração e sua casa para a Igreja.

- Devemos fazer o mesmo, abrindo nossos corações e nossas casas para os outros, oferecendo uma amizade cristã para reanimar o coração das pessoas.

“Por isso,
ainda que tenha em Cristo
grande confiança para te mandar o que te convém,
Todavia peço-te antes por amor,
sendo eu tal como sou,
Paulo o velho,
e também agora prisioneiro de Jesus Cristo.”.
(Filemom 01:08-09).

- Pelo fato de ser presbítero e apóstolo, Paulo poderia ter abusado de sua autoridade com Filemom, ordenando-lhe que tratasse amavelmente seu escravo fugitivo.

- Mas Paulo baseou seu pedido não em sua própria autoridade, mas no compromisso cristão de Filemom.

- Ele queria obediência sincera, não rancorosa, de Filemom.



- Quando você amado (a), sabe que algo é certo e tem o poder para exigir, você apela para a sua autoridade ou para o compromisso da outra pessoa?

- Nesse ponto, Paulo dá um bom exemplo de como se deve lidar com um possível conflito entre amigos cristãos.



“Peço-te por meu filho Onésimo,
que gerei nas minhas prisões;”.
(Filemom 01:10).

- Um senhor tinha o direito legal de matar um escravo fugitivo; por esta razão, Onésimo temeu por sua vida.

- Paulo escreveu esta carta a Filemom para ajudá-lo a entender sua nova relação com Onésimo.

- Ele era agora um irmão em Cristo, não uma mera posse.



“Peço-te por meu filho Onésimo,
que gerei nas minhas prisões;”.
(Filemom 01:10).

- De sua prisão domiciliar, Paulo conduziu Onésimo ao Salvador Cristo Jesus.

- O apóstolo Paulo pediu que Filemom perdoasse seu escravo fugitivo que havia se tornado cristão.

- Como cristãos devemos perdoar como fomos perdoados:



“Toda a amargura,
e ira, e cólera, e gritaria,
e blasfêmia e toda a malícia
sejam tiradas dentre vós,

Antes sede uns para com os outros benignos,
misericordiosos,
perdoando-vos uns aos outros,
como também Deus vos perdoou em Cristo.”.
(Efésios 04:31-32).

- O verdadeiro perdão significa tratarmos aqueles a quem perdoamos do modo que gostaríamos de ser tratados.

- Isto se chama compaixão.

- Existe alguém a quem você diz que perdoou, mas que ainda precisa de sua generosidade?



“O qual noutro tempo te foi inútil,
mas agora a ti e a mim muito útil;
eu to tornei a enviar.

E tu torna a recebê-lo
como às minhas entranhas.

Eu bem o quisera conservar comigo,
para que por ti me servisse
nas prisões do evangelho;
Mas nada quis fazer sem o teu parecer,
para que o teu benefício não fosse como por força,
mas, voluntário.

Porque bem pode ser que
ele se tenha separado de ti por algum tempo,
para que o retivesses para sempre,”.
(Filemom 01:11-15).

- Onésimo significa “útil”.

- Paulo usou um jogo de palavras, dizendo que Onésimo não havia sido muito útil tanto para Filemom quanto para o apóstolo.

- Embora Paulo quisesse manter Onésimo consigo, estava enviando-o de volta, pedindo que Filemom o aceitasse não apenas como um servo fugitivo perdoado, mas também como um irmão em Cristo.



- A escravidão era muito difundida por todo o Império Romano.

- Naqueles dias, os cristãos não tinham poder político para mudar o sistema da escravatura.

- Paulo não condenou nem tolerou a escravidão, mas trabalhou para transformar os relacionamentos.

- As Boas Novas transformam as estruturas sociais, mudando as pessoas dentro destas estruturas.



“Não já como servo,
antes, mais do que servo,
como irmão amado,
particularmente de mim,
e quanto mais de ti,
assim na carne como no SENHOR.”.
(Filemom 01:16).

- Que diferença a posição social de Onésimo, como cristão, fez em seu relacionamento com Filemom!

- Ele já não era mais um simples escravo, mas também um irmão.

- Isso significa que tanto Onésimo como Filemom eram membros da família de Deus; iguais em Cristo!

- A posição social de um cristão como membro da família de Deus transcende todas as outras distinções entre os homens.

- Você trata alguns companheiros cristãos com desprezo?

- Lembre-se: Diante de Cristo eles são iguais a você:



“Nisto não há judeu nem grego;
não há servo nem livre;
não há macho nem fêmea;
porque todos vós sois um em Cristo Jesus.”.
(Gálatas 03:21).

- A maneira como você trata seus irmãos e irmãs na família de Cristo, reflete o seu verdadeiro compromisso cristão.



“Assim, pois,
se me tens por companheiro,
recebe-o como a mim mesmo.

E, se te fez algum dano,
ou te deve alguma coisa,
põe isso à minha conta.

Eu, Paulo,
de minha própria mão o escrevi;
eu o pagarei,
para te não dizer que ainda mesmo a ti
próprio a mim te deves.”.
(Filemom 01:17-19).

- O amor de Paulo por Onésimo era genuíno.

- O apóstolo demonstrou seu amor garantindo pessoalmente o pagamento por quaisquer bens roubados ou erros pelos quais Onésimo pudesse ser responsabilizado.

- O investimento de Paulo na vida deste novo crente certamente encorajou e fortaleceu a fé de Onésimo.



- Será que há novos crentes que precisam de você para demonstra-lhes tal abnegação?

- Seja agradecido quando puder investir na vida de outros, ajudando-os com estudos bíblicos, orações, encorajamento, apoio e amizade.

- Paulo investiu e intercedeu a favor de Onésimo, um escravo fugitivo.

- A intercessão de Paulo ilustra o que Cristo fez por nós.



- Assim como Paulo intercedeu por um escravo, Cristo intercede por nós que fomos escravos do pecado.

- Da mesma forma como Onésimo foi reconciliado com Filemom, nós somos reconciliados com Deus através de Cristo.

- Assim como Paulo se ofereceu para pagar as dívidas de um escravo, Cristo pagou nossa dívida de pecado.



- Como Onésimo, devemos nos voltar pra Deus, nosso Mestre, e servi-lo.


"A ÚNICA VERDADE QUE LIBERTA É A DE DEUS
AS OUTRAS APENAS MACHUCAM".

*

2 comentários:

  1. Maravilhosa mensagem. Que o Senhor possa continuar usando sua vida poderosamente!

    ResponderExcluir