QUEM SOU EU

Minha foto
Sou apenas "O PREGADOR". Neste blog resolvi postar alguns esboços, estudos e mensagens. Para mim, ser um pregador do evangelho é uma missão e nunca uma profissão. Sinta-se a vontade ao ler este blog, pois o Maná Diário do Pregador não pertence a nenhuma religião católica, protestante, evangélica, espírita, ou outra. Seja muito bem-vindo!

terça-feira, 10 de maio de 2011

PESCADOR DE HOMENS


“... E disse Jesus a Simão:
Não temas; de agora em diante
serás pescador de homens.”.
(Lucas 05:10).



INTRODUÇÃO:



- Alguns pescadores tiveram um encontro com Jesus Cristo há aproximadamente dois mil anos atrás, e foram transformados em outras pessoas.

- De simples pescadores, foram transformados em pescadores de homens e deixaram seus nomes escritos na história da humanidade.

- Em uma pequena embarcação às margens do lago de Genesaré, Jesus deu início a um trabalho que se estendeu pelo mundo e pelo tempo.

- A igreja de Jesus, teve início no dia em que um pescador chamado Simão, cedeu sua pequena embarcação para Jesus.

- Depois de Simão, muitas outras pessoas cederam suas “embarcações” através do tempo ao SENHOR, e hoje chegou a nossa vez.

- Jesus fez de um simples pescador um dos maiores líderes que a igreja teve até os dias de hoje.



- Hoje o SENHOR quer fazer de mim e de você pescadores de homens também.

- Vamos estudar passo a passo, versículo por versículo desta passagem intitulada por muitos de “A PESCA MARAVILHOSA!”.


VERSÍCULO UM:



“E ACONTECEU que, apertando-o a multidão,
para ouvir a palavra de Deus,
estava ele junto ao lago de Genesaré;”.
(Lucas 05:01).

- Existia uma multidão em volta de Jesus tão grande, que Jesus sentiu-se “apertado” contra a margem do lago de Genesaré.

- O mais interessante no início desta passagem, é que as pessoas disputavam espaço entre elas para OUVIR a Palavra de Deus.

- É comum vermos hoje em dia, as pessoas se acotovelando em templos a procura de cura, e não para OUVIR a Palavra de Deus.


JESUS CURA:



“Os cegos vêem, e os coxos andam;
os leprosos são limpos, e os surdos ouvem;
os mortos são ressuscitados,
e aos pobres é anunciado o evangelho.”.
(Mateus 11:15).

- Em seu ministério, Jesus curou cegos, surdos-mudos, leprosos e muitas outras curas operou, no entanto o que Ele dava mais ênfase era para a pregação do Evangelho.

- “Os cegos vêem...”; observe nas Escrituras que um dos milagres que Jesus gostava de fazer, era abrir os olhos do cego.

- A Palavra de Deus tem o poder de abrir nossos olhos para as coisas do reino de Deus.

- “E aos pobres é pregado o evangelho!”.

POBRES = Humildes, nada têm a se gloriar, famintos, sedentos...

- Jesus curava; Jesus cura e sempre será o melhor remédio para todas as nossas enfermidades.

- Mas neste versículo um do capítulo cinco de Lucas, está escrito que a multidão apertava Jesus para OUVIR a Palavra de Deus.



“E conhecereis a verdade,
e a verdade vos libertará.”.
(João 08:32).

- Aquela multidão que apertava o SENHOR queria ouvir a palavra, pois é a Palavra que liberta.

- Não há libertação e nem cura sem o conhecimento da Palavra.

- Tudo inicia com a pregação do evangelho:



“De sorte que a fé é pelo ouvir,
e o ouvir pela palavra de Deus.”.
(Romanos 10:17).

- Sem a pregação da palavra, não existe fé; sem a fé, não existe cura.

- Em (Lucas 17:11-19), Jesus curou dez leprosos, mas um só foi salvo.

- Isto nos faz crer, que podemos ser curados e não ser salvos. Os outros noves também foram curados, mas só um foi salvo.



- Muito mais importante que uma cura é a salvação da nossa alma.

- Mas nunca esqueça de que Jesus CURA!


VERSÍCULOS DOIS E TRÊS:




“E viu estar dois barcos junto à praia do lago;
e os pescadores,
havendo descido deles,
estavam lavando as redes.
E, entrando num dos barcos,
que era o de Simão,
pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra;
e, assentando-se, ensinava do barco a multidão.”.
(João:05:02-03).

- Jesus estava apertado contra a margem e viu dois barcos junto a praia que estavam trabalhando, lavando as redes.

- Observe que Simão não estava dando a mínima atenção para o que Jesus estava falando.

- Mas Jesus já havia escolhido aquele pescador antes mesmo dele nascer.

- É assim que aconteceu, e é assim que acontece.

- Nós não nos oferecemos para trabalhar para Cristo, é Ele quem nos escolhe.



- Simão estava atento ao seu trabalho, e quando menos esperava, foi fisgado pela pura, santa e verdadeira Palavra de DEUS.

- Antes de fazer o milagre da pesca maravilhosa, Jesus pediu o barco de Simão emprestado para pregar de dentro do barco para a multidão.

- Observe que para Jesus operar um milagre, é preciso que Ele atraia a atenção de Simão para Ele.

- Como Simão não dava mínima para suas palavras, Jesus humildemente lhe pediu o barco emprestado.

- Simão cede seu barco para Jesus, em outras palavras ele confia a Jesus tudo o que ele tinha.

- Como pescador, a embarcação de Simão significava todo o seu ganho, era dali que ele tirava o sustento da sua família.

- Alguns pregadores nos ensinam a dar tudo pra igreja em troca de bênçãos, mas nesta passagem vimos que Simão não deu tudo o que tinha em troca de bênção.

- Deu porque era um homem gentil e generoso; ele simplesmente quis ajudar um desconhecido.

- Quando você der algo para alguém, certifique-se se não está dando para receber algo em troca.



- Se estiver dando algo motivado pela generosidade, certamente só o ato de doar algo, será uma grande recompensa.


VERSÍCULO TRÊS:



“E, entrando num dos barcos,
que era o de Simão,
pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra;
e, assentando-se, ensinava do barco a multidão.”.
(Lucas 05:03).

- Agora, um pouco afastado da margem, Jesus aproveita o eco que se ouve a beira de um lago, e recomeça a pregar a Palavra de Deus.

- Seus ensinamentos ecoavam a beira do lago, e enquanto isto, Simão mantinha o equilíbrio da embarcação controlando-a com os remos.

- Enquanto as pequenas ondas do lago balançavam levemente a embarcação, as palavras de Jesus balançavam fortemente o interior do coração daquele pescador que em silêncio o escutava.

- Que momento lindo!

- Eu queria ter estado lá para ver a fé nascendo no coração de Simão através das palavras do Mestre.

- Pouco a pouco, a cada palavra que ouvia, Simão cada vez mais compreendia que aquele que estava no seu barco era o Filho de Deus, e ficava cada vez mais acessível para um milagre acontecer na sua vida.

- Para que um grande milagre aconteça na nossa vida, nós precisamos estar acessíveis ao SENHOR.

- Outro ensinamento que tiramos deste versículo, é que Jesus ensinava às multidões através daquilo que era a vida de Simão. A sua embarcação.



- Jesus quer ensinar às multidões através da sua vida também.

- O SENHOR quer usar você como um instrumento de salvação, quer fazer de você um pescador de homens.


VERSÍCULO QUATRO:



“E, quando acabou de falar,
disse a Simão:
Faze-te ao mar alto,
e lançai as vossas redes para pescar.”.
(Lucas 05:04).

- No versículo quatro, depois de encerrar sua pregação, Jesus diz a pescador experiente para que volte para o alto mar e lance suas redes novamente.

- Jesus dentro daquilo que era a vida de Simão, seu barco, diz a este que volte a pescar.

- Dentro da nossa vida, naquilo que entregamos a Jesus, Ele nos orienta a continuar pescando.

- Já era dia, Simão já havia passado a noite pescando e nada tinha pescado, além de tudo estava cansado, mas Jesus insiste que tente mais uma vez.



- Tentar mais uma, duas, três, e quantas vezes for necessário; um homem natural desistiria, mas um homem impulsionado pela Palavra de Deus não desiste nunca.

- Mas Simão hesitou em voltar a pescar...


VERSÍCULO CINCO:



“E, respondendo Simão, disse-lhe:
Mestre, havendo trabalhado toda a noite,
nada apanhamos;
mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede.”.
(Lucas 05:05).

- Simão estava decepcionado com sua pescaria, ele havia passado a noite inteira pescando e nada havia pescado; porque ele voltaria ao mar?

- Como um pescador profissional ele sabia que a melhor hora para se pescar era à noite, mas mesmo assim nada pescou.

- Simão escolheu a isca certa, o barco, certo, as redes certas, tudo certo, porém, nada tinha pescado.

- Quando nós fazemos evangelismo, não devemos fazer como profissionais.

- O profissionalismo atrapalha a verdadeira pregação do evangelho.

- A pescaria de Simão tinha tudo para dar certo, mas no fim, virou apenas mais uma história de pescador, porque tinha profissionalismo demais.



- A nossa pregação pode ser recheada de religiosidade, ciências, filosofias e tudo mais, mas sem o item principal, nossa pregação é vazia.

- O item principal da nossa pregação é a fé no nome de Jesus Cristo e nada mais!

- Sem Jesus, o peixe escapa...


MAS SOB A TUA PALAVRA LANÇAREI AS REDES:



- Apesar de tantas “razões” lhe dizerem para não fazer aquilo, Simão creu na palavra do SENHOR e lançou a rede ao mar.

- Sob a Palavra do SENHOR, nós também devemos lançar as redes a nossa família, amigos, colegas de escola e trabalho, e também a estranhos...

- Não são as nossas palavras que vão convencer as pessoas, mas sim a unção do Espírito que opera através da Palavra de Deus.


BENEFÍCIOS DA PALAVRA:



- A Palavra LIBERTOU Simão da incredulidade.

- A Palavra RENOVOU as forças de Simão, ele estava cansado da pescaria noturna.

- A Palavra ANIMOU Simão a pescar novamente.

- Para sermos pescadores de homens como Jesus quer, devemos crer na Palavra dele como Simão creu.

- Devemos ser libertos da incredulidade como Simão foi.

- Devemos ser renovados diariamente por ela.

- Devemos ser animados por ela.


VERSÍCULO SEIS:



“E, fazendo assim,
colheram uma grande quantidade de peixes,
e rompia-se-lhes a rede.”.
(Lucas 05:06).

- Agora debaixo da autoridade de Jesus, As redes chegaram a se romper com tamanha quantidade de peixes.

- Agora Simão deixa o profissionalismo de lado, e começa agir pela fé na Palavra do SENHOR e um milagre acontece.



“Eu sou a videira, vós as varas;
quem está em mim, e eu nele,
esse dá muito fruto;
porque sem mim nada podeis fazer.”.
(João 15:05).

- Simão e seus companheiros de pesca, sem a companhia de Jesus nada pescaram durante a noite inteira, mas com Jesus, as redes chegavam a romper-se de tantos peixes.

- Apesar de sermos cada um de nós bons profissionais em alguma área na vida, isto não nos garante sucesso, o sucesso só é garantido debaixo da autoridade de Jesus.

- Sem Cristo nada podemos fazer,; podemos ser bons nisto ou naquilo, mas sem Jesus nossos esforços muitas vezes são vãos.



- Que nós venhamos aprender a depender de Cristo Jesus, assim como Simão aprendeu.


VERSÍCULO SETE:



“E fizeram sinal aos companheiros que
estavam no outro barco,
para que os fossem ajudar.
E foram, e encheram ambos os barcos,
de maneira tal que quase iam a pique.”.
(Lucas 05:07).

- Sem Jesus, Simão nada pescou, mas depois de ouvir a orientação de Cristo, Simão lança suas redes ao mar e recolhe uma quantidade muito grande de peixes, tão grande, que lhe é necessário pedirem ajuda a outros pescadores para que sua embarcação não fosse a pique.

- Simão pode ter lançado as redes sozinho, mas para recolher do fruto da obediência, teve de pedir ajuda.

- Muitas vezes teremos que fazer para Deus, que de tão incomum, talvez não encontre ninguém para nos ajudar a fazer, mas se formos fiéis ao SENHOR, no final aparecerão muitas pessoas para se beneficiar do nosso trabalho.

- Muitas vezes, sentimos o Espírito Santo nos impulsionando pela Palavra a fazermos algo como pregar o evangelho em um determinado lugar onde ninguém nos aconselharia a ir.




- Pescar almas dentro das igrejas é muito fácil, mas em alto mar, dentro de uma penitenciaria, num asilo para idosos e outros lugares onde não geram lucro financeiro podem ser para alguns um desperdício de tempo, mas para um pescador de almas uma ótima chance de encher suas redes.


VERSÍCULOS OITO E NOVE:



“E vendo isto Simão Pedro,
prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo:
Senhor, ausenta-te de mim,
que sou um homem pecador.
Pois que o espanto se apoderara dele,
e de todos os que com ele estavam,
por causa da pesca de peixe que haviam feito.”.
(Lucas 05:08-09).

- Simão Pedro e os demais pescadores ficaram tomados de tanta admiração, que Pedro pediu para Jesus sair de seu barco, pois não se achava digno da presença Dele no barco.

- Se permitirmos a Jesus que entre na nossa vida, também nós teremos este tipo de experiência onde as almas sedentas de Justiça pularão para dentro do seu barco em busca daquele que está sobre a tua vida.


VERSÍCULO DEZ:



“E, de igual modo,
também de Tiago e João, filhos de Zebedeu,
que eram companheiros de Simão.
E disse Jesus a Simão: Não temas;
de agora em diante serás pescador de homens.”.
(Lucas 05:10).

- Jesus quer encher nossas redes espirituais de almas, mas para que isto aconteça, nós devemos agir de acordo com a palavra Dele.

- Devemos aceitar a chamada para sermos evangelizadores e lançarmos nossas redes ao mar.

- Criar um blog pra falar de Jesus, pregar para um colega de aula ou de trabalho; seja onde for cumpra teu ministério de ser um pescador de almas:



“CONJURO-TE, pois, diante de Deus,
e do Senhor Jesus Cristo,
que há de julgar os vivos e os mortos,
na sua vinda e no seu reino,
Que pregues a palavra,
instes a tempo e fora de tempo,
redarguas, repreendas, exortes,
com toda a longanimidade e doutrina.
Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina;
mas, tendo comichão nos ouvidos,
amontoarão para si doutores
conforme as suas próprias concupiscências;
E desviarão os ouvidos da verdade,
voltando às fábulas.
Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições,
faze a obra de um evangelista,
cumpre o teu ministério.”.
(2º Timóteo 04:01-05).

- Jesus começou sua igreja com uma dúzia de homens simples, que na sua maioria eram pescadores desprovidos do conhecimento das ciências humanas, mas que tinham algo em, a fé.

- Esta igreja começou no barco de Simão e continua hoje pescando almas através das nossas vidas, sim, nós homens simples também somos pescadores de almas para Cristo Jesus.


VERSÍCULO ONZE:



“E, levando os barcos para terra,
deixaram tudo, e o seguiram.”.
(Lucas 05:11).

- Simão aceitou a chamada do SENHOR para ser um pescador de homens. E ao voltar para a praia, deixou seu barco e seguiu Jesus.

- Quando Simão Pedro deixa seu barco, em outras palavras ele estava deixando tudo para seguir a Cristo.

- Seu barco era sua vida, era dali que ele tirava o sustento para sua família, ele era um pescador, e ao abandonar a profissão, estava definitivamente abraçando a fé em Cristo com inteireza de coração.



- O medo de onde tirar o sustento nosso e de nossa família, não podem ser maiores do que nossa fé no nome do SENHOR.

- Assim como Jesus encheu as redes de Simão uma vez, poderia enchê-las novamente, era só ele andar com Cristo de agora em diante.

- Tenhamos nós esta mesma fé, de que ao abraçarmos a causa de Cristo, Ele não nos deixará faltar nada.


CONCLUSÃO:



“... E disse Jesus a Simão:
Não temas;
de agora em diante serás pescador de homens.”.
(Lucas 05:10).

- Se você também quer ser um pescador de almas, esvazie-se de si mesmo e aja sob a Palavra pregada e inspirada pelo Espírito Santo.

- Não espere outro fazer, lance sua rede ao mar...



- Comece agora mesmo enviando por email a mensagem da salvação para seus amigos.

- Anuncie o verdadeiro evangelho da salvação às pessoas que você ama, antes que um lobo disfarçado de ovelha o faça.

- “NÃO TEMAS; DE AGORA EM DIANTE SERÁS PESCADOR DE HOMENS!”.


"A ÚNICA VERDADE QUE LIBERTA É A DE DEUS
AS OUTRAS APENAS MACHUCAM"

*

Nenhum comentário:

Postar um comentário